Credlivro beneficia dois mil professores na região oeste do Pará

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) vai beneficiar com um bônus de R$ 200 quase dois mil professores da rede pública estadual de três regiões do Pará: Baixo Amazonas, Tapajós e Xingu. O benefício do CredLivro é concedido por meio do ‘Programa de Fortalecimento de Ações de Fomento à Leitura’ e poderá ser utilizado durante o Salão do Livro do Baixo Amazonas, que é uma extensão da Feira Pan-Amazônica do Livro. O evento chega a sua décima versão na região do Baixo Amazonas, e será realizado em Santarém de 24 de novembro a 3 de dezembro, no Parque da Cidade Espaço Pérola Tapajós.

A coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas Escolares (Siebe) da Seduc, Arilene Piedade, detalha que o Credlivro estará disponível para que professores de 24 municípios possam efetuar a compra de livros durante esta edição do evento. Para quem é correntista do Banco do Estado do Pará (Banpará), o crédito é feito de forma automática, mas quem não tem conta no banco estadual poderá ativar o crédito através da emissão de um cartão avulso no estande da Seduc-Banpará no Salão do Livro. Para isso, será necessário apresentar documento de identidade.

Para garantir que o maior número de pessoas possa ter acesso ao Credlivro, este ano a Seduc deu aos professores que não puderem ir ao Salão a prerrogativa de delegar os poderes de emissão do cartão a outra pessoa, por meio de procuração reconhecida em cartório.

O “Programa de Fortalecimento de Ações de Fomento à Leitura” foi criado em 2005 e, em 2013, virou Lei. Este ano foram disponibilizados, a partir da Feira do Livro, R$ 4,5 milhões, que vão beneficiar 23 mil professores – sendo dois mil apenas da região oeste do Estado, que acessarão cerca de R$ 400 mil em créditos para aquisição de livros.

O Salão do Livro do Baixo Amazonas é uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) em parceria com a Prefeitura de Santarém, e tem o patrocínio da Assembleia Legislativa e da Imprensa Oficial do Estado do Pará. O evento ganhou força ao longo dos dez anos de sua criação e veio para atender ao projeto de ampliar o alcance da Feira Pan-Amazônica do Livro, realizada há 21 anos em Belém. A ideia é levar o livro e a cultura através de suas expressões artísticas para outros municípios paraenses, considerando as dimensões do estado e a importância de descentralizar as ações de um evento que cresceu muito.

Homenagem – Nesta edição, o Salão do Livro terá também como patrono o jornalista e poeta Mário Faustino, o grande homenageado da XXI Feira Pan-Amazônica do Livro, realizada em maio e junho deste ano na capital paraense. Mário Faustino era piauiense, mas veio para Belém ainda menino. Morreu muito jovem, aos 32 anos, em um acidente aéreo no Peru, em 27 de novembro de 1962, e deixou uma única obra publicada: o livro “O homem e sua hora”. Nascido em Teresina, em 22 de outubro de 1930, encontrou em Belém e no Rio de Janeiro a atmosfera ideal para atuar como jornalista, tradutor e crítico literário, e principalmente para dar vazão à verve literária.

Segundo Paulo Chaves Fernandes, secretário de Estado de Cultura, Mário Faustino “é um grande representante de uma linha do tempo poético que faz uma ponte entre o pós-modernismo, a geração de 45 e a vanguarda por onde transitam, por exemplo, Carlos Drummond de Andrade e Clarice Lispector”.

Este ano a organização do Salão do Livro do Baixo Amazonas estima que o evento atrairá um público de 60 mil visitantes e que terá uma movimentação financeira em torno de R$ 1 milhão, além de gerar emprego e renda.

Fonte: www.folha do Progresso.com.br

marciovieira Autor

Agoraitb é a pagina do Programa Cidade Agora, transmitido pela TV Tapajoara e apresentado pelo Jornalista Márcio Vieira. Objetiva manter o internauta informados dos principais acontecimentos de Itaituba e região!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *