Economista mostra como usar cartão de crédito sem prejuízo

Entra ano, sai ano e o cartão de crédito continua sendo um problema no orçamento do brasileiro. Oferecendo vantagens aparentemente libertadoras de compras parceladas e a longo prazo, os cartões acabam ludibriando os mais desorganizados, que seguem comprando sem compromisso até se surpreenderem com a fatura no mês seguinte. De repente, o gasto não cabe no orçamento e a pessoa se vê obrigada a pagar o mínimo, prolongando a dívida. Como os juros são altos, desse ponto para a inadimplência é um pulo e a renda familiar acaba comprometida.

Segundo o economista Nélio Bordalo Filho, conselheiro do Conselho Regional de Economia do Pará e Amapá (Corecon-PA), o cartão de crédito não é um vilão. “O uso consciente do cartão não leva à inadimplência. É a desorganização que leva”, esclarece.

ORIENTAÇÕES

Para Bordalo, na realidade, o cartão pode ser uma grande vantagem, já que facilita o controle dos gastos pessoais. “Ele é interessante porque dá uma noção maior dos gastos mensais, visto que as faturas trazem as compras detalhadas a cada mês. Use isso a seu favor”, acrescenta. O especialista dá outras sete dicas sobre como usar o benefício de forma inteligente:

1. Identifique qual a sua renda mensal e seus compromissos fixos, para então saber qual a parcela do orçamento você pode separar para os gastos com o cartão;

2. Saiba a quantidade de cartões que possui e os limites de cada um deles. Só assim você pode combinar seu poder de compra com sua realidade financeira;

3. Tenha limites que caibam dentro do seu orçamento e poder de compra. Não ultrapasse a parcela do que você pode gastar sem deixar de honrar seus compromissos fixos e muito menos tenha um limite que supere sua renda mensal;

4. Pague o valor total. Quando se paga apenas o valor mínimo, o restante vem no acrescido de juros altos, que em média custam 16% da dívida, no próximo mês. É muito fácil perder o controle e virar uma bola de neve;

5. Planeje. Faça planilhas, anote em uma caderneta. Mantenha um acompanhamento constante de seus gastos, para que assim você tenha uma ideia clara do que já comprou com o cartão e o que ainda pode comprar que esteja dentro do orçamento que você separou para aquele fim. Não deixe para pensar nisso depois, pois você pode acabar só pensando nisso com o susto que levar com a fatura do próximo mês e ter suas economias prejudicadas por despesas imprevistas;

6. Tire proveito dos benefícios. Alguns bancos e bandeiras oferecem sistemas de pontos em que você pode participar de sorteios, ganhar descontos em compras de produtos, milhas para passagens aéreas, etc.

7. As compras parceladas devem ser planejadas fixadas no orçamento, até sua última parcela. É importante ter disciplina e apenas fazer compras novas quando a anterior já estiver quitada.

(Arthur Medeiros/Diário do Pará)

marciovieira Autor

Agoraitb é a pagina do Programa Cidade Agora, transmitido pela TV Tapajoara e apresentado pelo Jornalista Márcio Vieira. Objetiva manter o internauta informados dos principais acontecimentos de Itaituba e região!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *