Você sabia que cães também têm diabetes? Entenda a doença e como tratá-la

Você já ouviu falar que os animais podem sofrer de diabetes? Não? Mas isso pode acontecer e, assim como os humanos, é mais frequente do que parece. Para esclarecer suas dúvidas, o DOL conversou com a médica veterinária Michelly Vasconcelos.

O que é Diabetes Mellitus?

“A diabetes é uma doença endocrinológica caracterizada por altas concentrações de glicose no sangue e na urina. A enfermidade geralmente ocorre em decorrência da diminuição da produção de insulina pelo pâncreas ou funcionamento deficiente da insulina nos tecidos. Em ambos os casos, o organismo torna-se incapaz de regularizar o fluxo de glicose na corrente sanguínea. Se este problema for deixado sem diagnóstico e tratamento pode se tornar cada vez mais grave e levar a morte”, explica a veterinária.

Como identificar diabetes no seu cão?

Todo proprietário que se preza está sempre de olho no comportamento de seu cão. Logo, quando algo está fora do normal leva o pet ao veterinário.
“Alguns sinais em cachorros são clássicos em casos de diabetes: o animal tem muita fome, come muito (polifagia), mas está emagrecendo, bebe muita água (polidipsia) e faz muito xixi ou apresenta incontinência urinária (poliúria). Dependendo do estágio da doença, pode também ocorrer obesidade, cataratas, desidratação, letargia (lentidão), apatia, vômito, fraqueza e halitose cetônica (odor adocicado)”, comenta Michelly.

DICA: Normalmente formigas se juntam na urina de animais diabéticos. Fique de olho!

Diagnóstico de diabetes em cães

Para ter o diagnóstico exato e confirmar a diabetes em cachorro, o veterinário irá examiná-lo e realizar alguns exames para confirmar a suspeite, que são o hemograma completo, exame bioquímico e exame de urina.

O médico veterinário também pode planejar uma internação hospitalar para o cão de 24 horas, para fazer uma série de aferições da taxa de glicose no sangue, a cada uma ou duas horas, por um período de 12 a 14 horas. Esta série de testes, chamada de curva glicêmica, com o intuito de fornecer informações sobre a eficácia da dose de insulina administrada e quando tempo dura o efeito de cada dose. Com os resultados, o veterinário pode ajustar o tipo de insulina, a dosagem e a frequência da administração para manter o nível de glicose no sangue dentro dos padrões normais, por períodos de 24 horas.

É valido ressaltar que o diagnóstico precoce pode prolongar a vida do animal. Por isso, o pet teve fazer, assim como humanos, check-up anuais.

Como evitar e tratar diabetes em cachorro?

“O melhor jeito de evitar a maioria das doenças em cachorros é manter um estilo de vida saudável, com uma dieta correta para a raça e porte, atividades físicas e acompanhamento veterinário frequente”, relata a veterinária.

O tratamento é feito com administração de insulina (injetável) apropriada para o animal, dieta, exercícios físicos e o cão deve ser reexaminado normalmente uma vez por semana.

Não se assustem! É comum o médico veterinário reajustar o esquema de insulina durante as consultas. As doses de insulina não devem ser reajustadas em casa, a menos que o veterinário tenha dado instruções específicas.

O controle atento dos níveis de consumo de água e volume urinário do cão irão alertar os donos para problemas com o controle da diabetes, o médico veterinário deve ser avisado se os sintomas não desaparecerem, ou se retornarem. A eficácia do controle da doença é determinada pelo desaparecimento dos sintomas, incluindo a sede e a urina excessiva, a estabilização do peso, a normalização do comportamento e uma glicemia normal, comprovada nos exames de sangue.

A importância da dieta

Na grande maioria, cães diabéticos são obesos. Para melhor controle da glicose deve corrigir a obesidade com dietas. O objetivo da alteração dietética é melhorar o controle da glicose sanguínea, ou seja, reduzir a hiperglicemia pós-prandial, o controle do horário das refeições e injeções de insulina para obter controle glicêmico ideal.

“Cães diabéticos devem ser alimentados com uma dieta rica em carboidratos complexos e que contenha quantidade adequada de fibra. Para isto, existem diversas marcas ótimas de ração no mercado para cuidar bem da saúde dos cães. Consulte um médico veterinário para saber exatamente a alimentação que seu cão deve ter”, comenta Michelly.

(DOL)

marciovieira Autor

Agoraitb é a pagina do Programa Cidade Agora, transmitido pela TV Tapajoara e apresentado pelo Jornalista Márcio Vieira. Objetiva manter o internauta informados dos principais acontecimentos de Itaituba e região!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *